Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

De Stonewall ao Nuances: 50 anos de Ação é atração no Memorial do RS

Publicação:

Fotos: Acervo Nuances
Fotos: Acervo Nuances

A exposição exibe fotografias, cartazes, panfletos, bandeiras, jornais e reportagens, além de uma recriação cenográfica do Bar Stonewall Inn. O evento tem realização do grupo Nuances e do curso de Museologia da UFRGS.

 

 A exposição “De Stonewall ao Nuances: 50 anos de Ação”  será inaugurada na próxima terça-feira (18), no 1º andar do Memorial do Rio Grande do Sul (Rua 7 de Setembro, 1020, PoA, com visitação de terça a sábado, das 10h às 18h, e domingos e feriados, das 13h às 17h. Permanece em cartaz até 14 de julho, com entrada franca. O evento é realizado pelo Nuances – grupo pela livre expressão -, em parceria com o Laboratório de Criação Museográfica (CRIAMUS), do curso de museologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs).

A mostra celebra os 50 anos da Revolta de Stonewall, iniciada em 28 de junho de 1969 em Nova Iorque, no Bar Stonewall Inn - um espaço de socialização LGBTI+. O conflito entre clientes e a polícia durou três dias e repercutiu em grande escala, tornando-se referência mundial na luta pela livre expressão sexual. A exposição comemora também os 28 anos do Nuances - Grupo Pela Livre Expressão Sexual -, pioneiro na conquista de direitos sociais e civis e no estabelecimento de uma legislação de combate à LGBTfobia, cuja atuação é referência nacional.

Fotos: Acervo Nuances
Fotos: Acervo Nuances - Foto: Usuario

Breve Histórico

No Brasil, o jornal Lampião da Esquina (1978) foi o primeiro veículo a dar voz aos LGBTI+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgêneros, Intersexuais e toda e qualquer outra pessoa que se identifique com o espectro LGBT), inspirando vários grupos que lutam contra o preconceito e a homofobia, como é o caso do Nuances. Criado em 1991, na Casa do Estudante Universitário da Ufrgs, o grupo tem participação nas áreas da saúde, cultura, educação e direitos humanos. Conhecido como um espaço de reflexão e de atuação na construção de uma sociedade democrática, na valorização e no respeito à diversidade.

Acervo do Nuances no Arquivo Histórico do RS

Em 2017, o Arquivo Histórico do RS – instituição da Secretaria da Cultura (Sedac) – recebeu de Célio Golin (dirigente da ONG Nuances) parte da documentação do grupo para ser organizada e disponibilizada ao público. São correspondências (1991-1997), atas, projetos, fotografias, cartazes, reuniões, recortes de jornais, livros, material de audiovisual, panfletos, folders e informativos.  O material já está disponível para a pesquisa e oferece um amplo painel das lutas, reivindicações, mobilizações e formas de organização do movimento LGBTI+ no Rio Grande do Sul, bem como sua articulação com várias instituições, em nível nacional e internacional.

 De Stonewall ao Nuances: 50 anos de Ação

De 19 de junho a 14 de julho
Abertura: 18 de junho
terça a sábado, das 10h às 18h, e domingos e feriados, das 13h às 17h. 

Memorial do Rio Grande do Sul, primeiro andar.
Rua Sete de Setembro, 1020 – Centro Histórico de Porto Alegre.

Entrada franca

Texto: Mariângela Machado/Ascom Memorial do RS

Secretaria da Cultura