Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Beatriz Araujo participa da 32ª Festa Campeira do RS (Fecars), em Pelotas

Publicação:

32a Fecars Pelotas Foto Rafael Varela (1)
Solenidade de abertura aconteceu nesta sexta-feira (13) - Foto: Rafael Varela | Ascom Sedac
Por Ariel Lopes | Ascom Sedac

Na manhã desta sexta-feira (13/5), a secretária da Cultura, Beatriz Araujo, participou da abertura da 32ª Festa Campeira do Rio Grande do Sul (Fecars), em Pelotas, representando o governador Ranolfo Vieira Júnior. Considerado o principal evento campeiro do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), a Fecars reúne mais de mil competidores em 59 categorias, como tiro de laço, gineteadas, chasque, rédeas e vaca parada. A festa vai até o dia 15 de maio, na Associação Rural de Pelotas.

A competição conta com participantes de 30 Regiões Tradicionalistas (RTs). O evento corresponde a uma final estadual, e os vitoriosos concorrerão no próximo Rodeio Nacional dos Campeões, evento bianual promovido pela Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha (CBTG).

32a Fecars Pelotas Foto Rafael Varela (2)
A Fecars reúne mais de mil participantes de 30 Regiões Tradicionalistas - Foto: Rafael Varela | Ascom Sedac

Em paralelo às atividades competitivas, a Fecars promove, também, atividades culturais, como oficinas e seminários da cultura do Rio Grande do Sul e da região da Costa Doce. O evento conta ainda com oficinas e apresentações de danças, além de uma mostra gastronômica com produtos gaúchos, buscando, por meio da economia criativa, valorizar os aspectos culturais da culinária regional, resgatando o sentimento de pertencimento e promovendo o desenvolvimento econômico e social da região.

A edição deste ano conta com financiamento por meio da Lei de Incentivo à Cultura (LIC)/Pró-cultura RS, no valor de R$ 256 mil.

“Nós estamos aqui e continuaremos apoiando e apostando na nossa cultura e em toda a sua diversidade. Mais do que um evento competitivo, a Fecars é um momento de integração entre os tradicionalistas. Queremos celebrar essa parte tão significativa da nossa cultura, estreitando os laços que nos unem por todos os cantos do Rio Grande do Sul”, exalta a secretária da Cultura, Beatriz Araujo.

A solenidade de abertura também contou com a presença da prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, do secretário municipal de Cultura, Paulo Pedrozo, da vice-presidente do MTG, Ilva Maria Borba Goulart, do vice-presidente campeiro do MTG, José Nicanor Castilhos, do presidente da comissão executiva da Fecars, Carlos Souza Gonçalves, e do coordenador da 26ª Região Tradicionalista, Marcio Correa.

Ainda nesta sexta-feira, Beatriz Araujo prestigia a inauguração da Exposição Antonio Caringi – O Escultor dos Pampas, promovida pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult). A mostra, que conta com curadoria de Antonella Caringi de Aquino e Marcelo Hansen Madail, ficará em exposição até o dia 31 de maio – mês de aniversário do artista pelotense – na Sala Antonio Caringi (Praça Coronel Pedro Osório, nº 2).

Pelotas, local de cultura

Pelotas tem se movimentado para reforçar sua tradição cultural. Pela LIC, o município conta com 12 projetos em execução, chegando a R$ 4 milhões em investimentos.

Entre os dias 24 e 27 de maio, a cidade recebe o 14º Fórum Estadual de Museus. Com o tema “Políticas Públicas para Museus: os 20 anos da Carta de Rio Grande”, o evento conta com palestras, apresentações de trabalhos, grupos de trabalho e mesas-redondas com o objetivo de discutir e encaminhar políticas públicas para o setor museológico. A atividade é realização da Secretaria da Cultura (Sedac), por meio do Sistema Estadual de Museus (SEMRS), em parceria com Prefeitura de Pelotas, através da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) e a Universidade Federal de Pelotas (UFPel), por meio da Rede de Museus da UFPel/Prec e do Bacharelado em Museologia, – a universidade sedia o evento no auditório do Centro de Artes (Rua Álvaro Chaves, 65 – Centro, Pelotas/RS).

Pelotas também foi contemplada no + Museus, edital da Sedac promovido com recursos do programa Avançar na Cultura, que selecionou projetos para a instalação de nova instituição museológica relacionada à área de memória ou história. Com o investimento de R$ 6,4 milhões, o município criará o Museu da Cidade, que pretende realizar uma espécie de arqueologia do local, fazendo ver e pensar sobre as várias camadas que a Pelotas de hoje encobre, com vistas a refletir e agir no presente e a projetar o futuro da cidade, da região e do país. O local escolhido para acolher a nova instituição é a Casa 6, prédio construído em 1879 com grande significado histórico e cultural.

Por meio de uma parceria com a Fecomércio/RS, a Prefeitura de Pelotas inscreveu no Iconicidades, projeto do governo do Estado, a proposta de revitalização de uma edificação localizada na esquina da praça Coronel Pedro Osório, em diagonal ao Paço Municipal, onde funcionou, por muitos anos, além da instituição bancária, a Secretaria Municipal de Finanças. Para o local, a proposta prevê a instalação de uma Escola de Gastronomia do Senac e um Memorial do Doce de Pelotas.

Secretaria da Cultura