Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Secretaria da Cultura vai ao Presídio Madre Pelletier no Dia Internacional da Mulher

Publicação:

Secretárias Beatriz e Carmen com as diretoras Simone e Maria
Secretárias Beatriz e Carmen com as diretoras Simone e Maria

A literatura alterou a rotina no Presídio Feminino Madre Pelletier, em Porto Alegre, nesta sexta-feira (8) em que se comemora o Dia Internacional da Mulher. A secretária da Cultura, Beatriz Araujo, entregou livros às diretoras do Departamento de Tratamento Penal Simone Messias Zanella e Maria Clara de Matos Oliveira, durante atividade promovida pelo Instituto Estadual do Livro (IEL), entidade ligada à Sedac.

Os livros serão encaminhados às apenadas. Beatriz esteve acompanhada da secretária adjunta Carmen Langaro e da diretora do Instituto Estadual do Livro (IEL) Patrícia Langlois. “A promoção da cultura passa por ações como esta do IEL. Neste dia tão representativo pra nós, mulheres, percebemos o alcance e a importância da literatura, que rompe barreiras ao mesmo tempo em que promove conhecimento.”

Os livros fazem parte do acervo itinerante do Tudo a Ler - programa de mediação de leitura do IEL. As estantes podem ser facilmente deslocadas entre diferentes ambientes. Cada uma delas com cerca de cem livros, escolhidos a partir do acervo disponível no Instituto. As doações são feitas por entidades apoiadoras, 80% dos livros são de autores gaúchos e foram doados por instituições parceiras. Também constam na relação livros publicados pelo IEL.

O Madre Pelletier conta com uma escola frequentada por 30 presas, onde são ministradas aulas do Núcleo Estadual de Educação de Jovens e Adultos (Neeja). O presídio tem mais de 200 internas. Algumas estão na Unidade Materno infantil – gestantes a partir do sétimo mês de gravidez e mães de bebês com até um ano de idade.

IEL

O Instituto Estadual do Livro foi criado em 29 de janeiro de 1954, com o objetivo de difundir a literatura produzida no Estado, apoiando o surgimento de novos escritores e trabalhando pela preservação da memória literária e cultural do Rio Grande do Sul.

Projeto Tudo a Ler no Presídio Feminino Madre Pelletier.
Projeto Tudo a Ler no Presídio Feminino Madre Pelletier.
Secretaria da Cultura