Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Ospa apresenta “Festival Sibelius”, com regência de Érica Hindrikson

Além de obras do maior compositor finlandês, programa destaca arranjo inédito de Daniel Wolff para peça de Beethoven

Publicação:

13140525 95169 GDO
Érica Hindrikson visita a capital gaúcha para estrear como maestra convidada da Ospa - Foto: Rodrigo Alves

O maior compositor da Finlândia será tema do concerto de 16 de outubro (sábado) da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa), instituição da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac). Regente titular da Orquestra Sinfônica Jovem Municipal de São Paulo, Érica Hindrikson visita a capital gaúcha para estrear como maestra convidada da Ospa. A regente divide o palco com o renomado violonista Daniel Wolff, que mostrará duas obras transcritas por ele mesmo para violão: “Reflections”, de Gaudêncio Thiago de Mello, e “Romance em Sol Maior,” de Beethoven, cuja versão para violão terá sua estreia ao vivo. 

A Casa da Ospa está operando com público máximo de 400 pessoas, um pouco menos de 40% da lotação, e todos os concertos têm transmissão gratuita e ao vivo pelo canal da Ospa no YouTube. Para assistir presencialmente, o ingresso é 1kg de alimento não perecível.

 Érica Hindrikson tem se aprofundado no repertório de Jean Sibelius (1865-1957). O compositor é considerado responsável pela consolidação de uma identidade nacional finlandesa por meio da música, já que suas obras são marcadas pela história, as canções populares, a natureza e a mitologia do seu país natal. Érica regerá duas peças raramente executadas no Brasil, “Improviso para Orquestra de Cordas” e “Suite Karelia”, além de uma de suas obras mais conhecidas, “Finlândia”, um poema sinfônico datado de 1899, que reflete o impacto da dominação imperial russa no país. “Gosto muito deste compositor, que, com exceção das sinfonias 1, 2 e 5, ainda é pouco tocado no Brasil. Fez muito sucesso no leste europeu, Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos, mas não tanto por aqui”, comenta a regente.  

 Érica conduziu a “Suíte Karelia” junto da Sinfônica de Piracicaba (OSP) e ressalta que a obra tem momentos de profundidade, mas mantém a leveza. “Escolhi peças que soam agradáveis e nos dão sensação de alegria. Depois de tudo o que passamos nos últimos meses, é importante que o público saia renovado do concerto”, pontua a regente.

Essas qualidades também descrevem duas outras obras do repertório. No palco da Casa da Ospa, Daniel Wolff, professor da UFRGS e violonista premiado internacionalmente, mostrará não apenas a sua apurada técnica no violão como solista: “São obras que juntam três facetas minhas: meu trabalho como violonista solista, como arranjador que tenta expandir o repertório do violão com obras que não foram escritas para o instrumento e também como compositor, pois na parte central de ‘Reflections’, a cadência foi composta por mim”, explica.

Wolff mostrará a sua transcrição para violão da tranquila peça “Romance em Sol maior, originalmente composta para violino por Ludwig van Beethoven (1770-1827). Será a primeira vez que a música, lançada em plataformas digitais, será interpretada em um concerto ao vivo. Além disso, tocará “Reflections”, cujo arranjo o violonista preparou sob encomenda do famoso compositor e seu amigo próximo Gaudêncio Thiago de Mello (1933-2013). Wolff chegou a executar a composição junto da Ospa há quase 30 anos e também a registrou no disco “Concerto à Brasileira”, indicado ao Grammy 2001 em três categorias.

Visita segura

Em acordo com as orientações do Governo do Estado do RS referentes à pandemia da Covid-19, o concerto seguirá os seguintes protocolos de segurança: ocupação reduzida da Casa da Ospa, disponibilização de álcool gel aos visitantes, uso obrigatório da máscara, medição de temperatura na entrada, distanciamento social nos espaços de passagem e na ocupação das poltronas da Sala de Concerto. Também é possível acompanhar os concertos da Ospa gratuitamente e ao vivo pelo canal da orquestra no YouTube e pela plataforma #CulturaEmCasa. A partir de 18 de outubro, o público deverá apresentar um comprovante de vacinação para acessar os concertos. 

Érica Hindrikson (regente – Brasil)

Bacharel em regência pela UNESP, teve como principal mentor o maestro Eleazar de Carvalho. Foi vencedora do 1º concurso de regência da Orquestra Sinfônica do Chile (1997), regente assistente da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo e do Coro Lírico do TMSP. Atuou como maestra convidada na Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, Orquestra Sinfônica do Chile, OER, Orquestra Sinfônica da USP, Orquestra Sinfônica Nacional da UFF, Camerata Antiqua de Curitiba, Orquestra Sinfônica de Piracicaba, dentre outras. Desde 2012 é regente titular da Orquestra Sinfônica Jovem Municipal de São Paulo.

Daniel Wolff (violão – Brasil)

Professor Titular da UFRGS, Daniel Wolff é formado pela Escuela Universitária de Música (Montevidéu) e Mestre e Doutor pela Manhattan School of Music (Nova Iorque). Foi Professor Visitante da Universidade de Arte de Berlim e ministrou cursos em universidades e festivais de música de mais de 10 países.

Vencedor de concursos nacionais e internacionais de violão, sua carreira inclui centenas de apresentações na América do Sul, Estados Unidos e Europa. Como compositor e arranjador, teve obras gravadas na Europa e nas Américas, o que lhe rendeu um Grammy e diversos prêmios Açorianos. Lançou doze discos no Brasil, Uruguai e Alemanha, com ótima recepção de público e crítica.

daniel wolff crédito J  L  Waxemberg
Daniel Wolf é professor da UFRGS e violonista premiado internacionalmente - Foto: J.L.Waxemberg

Festival Sibelius

Data: 16 de outubro 

Horário: 17h

Local: Casa da Ospa (Centro Administrativo Fernando Ferrari – Av. Borges de Medeiros, 1.501), Porto Alegre, RS.

*Acompanhe a disponibilidade de ingressos pelas redes sociais e pelo site ospa.org.br. Há limite de dois ingressos por CPF.

 

Secretaria da Cultura